Ricciardo estreia em casa e na toro rosso marcando pontos, vergne vai bem



  • estrear em uma nova equipe e correr pela primeira vez em casa já fazia do gp da austrália um bom momento para o piloto da casa daniel ricciardo. para melhorar ainda mais sua situação, ele conseguiu terminar a corrida na nona posição e marcar seus primeiros pontos na fórmula 1, beneficiado pelo acidente de maldonado no final, que complicou um pouco as coisas para alguns pilotos.

    “eu realmente não sei o que aconteceu na última volta. vi bandeiras azuis e muitos carros na frente e tive a certeza de que poderia conseguir pelo menos um lugar. por ser o último do grupo eu pude ter uma imagem clara do que estava acontecendo à frente”, comentou o piloto da casa. “sendo assim eu tive a oportunidade de atacar jean-eric [vergne]. ele se defendeu na curva 13 e o que fiz na volta me colocou em nono”.

    ricciardo comemora o resultado mas admite que poderia ter ido ainda melhor, não fossem os problemas na largada, que o atrasaram bastante.

    “é bom terminar em nono mas eu acho que poderia ter ido ainda melhor pois o carro é muito bom. na largada eu bati forte em uma williams e tive que entrar para trocar o bico, além de correr com algum dano depois disso”, explicou, ao falar sobre o toque em bruno senna. “não foi fácil, mas eu nunca desisto e forcei o tempo todo. é ótimo marcar meus primeiros pontos na f1 aqui na austrália, onde a multidão esteve sempre fantástica durante toda a semana”.

    seu companheiro de equipe acabou perdendo a oportunidade de estrear com pontos na categoria, pois caiu para 11º bem na última volta. ele lamenta problemas na largada e na última volta, mas comemora o fato de ter um bom carro nas mãos.

    “eu tive uma super largada e ganhei alguns lugares, mas, em seguida, webber tocou em minha traseira e perdi muito tempo. depois disso ficou um pouco mais complicado”, afirmou o francês, que fez hoje sua primeira corrida na fórmula 1. “uma pena ter perdido muito terreno no final da corrida, mas as coisas são assim. aprendi muito no meu primeiro final de semana de fórmula 1 e ainda há dezenove corridas para que eu possa marcar pontos. o carro parece estar funcionando bem e fomos competitivos durante o fim de semana, o que me deixa ansioso para ir à malásia em poucos dias”.


Entre para responder
 

});