Chase 2013 por thiago raposo



  • vamos lá, minha vez de escrever sobre o chase 2013 da nascar sprint cup. fiz questão de não ler o que escreveu meus companheiros durante a semana, para não me deixar influenciar. bem, não vou demorar muito, o título fica fácil com kyle busch, após 10 vitórias. tá bom, deixa eu acordar agora e escrever previsões mais sérias. apesar de 10 corridas parecerem muito, não são. o chase é uma corrida de tiro muito curto, onde um mal resultado pode ser fatal. tirando talladega, que é aquela loteria toda, nas outras os pilotos do chase precisam pensar apenas em vencer. e quando se fala em vitórias, temos três pilotos que sozinhos conquistaram metade das corridas da fase de classificação. matt kenseth, jimmie johnson e kyle busch. é difícil nesta fase, em que terminar no victory lane é tão importante, não citá-los como principais candidatos ao título. o #48 é favorito por si só, pelo passado glorioso e pelo conhecimento dele e do mecânico chefe dele nesta parte final. mas ele passa por um péssimo momento na categoria, com maus resultados nas últimas corridas. kenseth e buschinho terminaram a fase final com melhor fase. os outros pilotos eu enquadro no grupo dos que “podem surpreender”. kasey kahne começou o ano muito forte, conquistou duas vitórias e depois caiu tanto que dependeu destas vitórias para se classificar. não carrega nenhum ponto extra. é na minha lista o piloto fora dos três que tem mais chances de surpreender. carl edwards, apesar de toda regularidade, ainda não voltou para a categoria depois da decisão de 2011\. tem até chances de no fim ficar bem classificado, mas para ganhar um título, precisa de bem mais agressividade e presença. os farinhas do mesmo saco, que na minha opinião, terminarão no final da tabela são: clint bowyer, greg biffle, kevin harvick, ryan newman e dale earnhardt jr. o #15 não apareceu tão forte quanto no ano passado e no saldo final, não deve brilhar. biffle deu sorte de ter um carro perfeito durante o ano, venceu, e depois sumiu novamente. harvick e newman, já estão com a cabeça em 2014, quando trocam entre si de equipes. júnior é o júnior, não precisa falar mais nada né! sobraram kurt busch e joey logano, que são são os meus coringas. até acho que possuem talento para brigar pelo título, mas acho que são um pouco limitados pelos carros que possuem. o buschão renasceu da cinzas neste ano no carro #78 e a experiência pode fazê-lo superar as dificuldades técnicas do carro. logano, mesmo de forma dramática, se classificou, mesmo depois de seu punido durante o ano, coisa que o companheiro e campeão, brad keselowski, não conseguiu. o ímpeto da juventude pode impulsioná-lo a vôos mais altos. e aí, do que discordaram! vamos, em alto nível, continuar o debate nos comentários.

Entre para responder