Dominante, rins vence em phillip island



  • ![](http://carxpressmag.com/wp-content/uploads/moto2-phillip-island-2015-alex-rins.jpg) ## espanhol perdeu liderança na largada, mas se recuperou ao final da primeira volta e triunfou com tranquilidade sem ser incomodado, alex rins triunfou no gp da austrália da moto2, realizado neste domingo (18). o espanhol, que partiu da pole position, chegou a ser superado na largada por sam lowes e axel pons, mas recuperou a liderança na abertura da segunda volta e não foi incomodado pelos adversários. lowes foi o segundo e lorenzo baldassari, em uma performance surpreendente, completou o pódio. johann zarco, campeão antecipado da moto2, teve desempenho discreto e terminou a prova na sétima colocação. ### a corrida rins largou mal e perdeu posições para lowes e axel pons, que assumiu a liderança da prova. no início da segunda volta, entretanto, o pole retomou o primeiro lugar com o auxílio do vácuo “ que, assim como na prova da moto3, mostrou-se bastante eficiente nos instantes iniciais da disputa. a alegria de pons, que já caíra para quarto, durou pouco, pois o espanhol queimou a largada e recebeu um ride through, comprometendo totalmente qualquer possibilidade de um bom resultado em phillip island. zarco, já dono do título da temporada, era o sexto colocado. com quatro voltas completadas, rins seguia em primeiro, com thomas luthi em segundo e lowes em terceiro. jonas folger era o quarto e mika kallio o quinto. pouco depois, o finlandês foi superado por zarco e lorenzo baldassarri, caindo para o sétimo posto. sem ser incomodado, o espanhol da moto #40 ampliava progressivamente a vantagem. a onze voltas do fim da prova, rins tinha quase 2.8s à frente de luthi, que ganhava fôlego sobre lowes “ abrindo praticamente 1s sobre o britânico. duas voltas depois, o suíço perdeu o ponto de freada na curva dez, foi para a grama e caiu. o piloto chegou a voltar para a pista, mas perdeu inúmeras posições. rins, sem ser incomodado, seguiu firme para a vitória. lowes foi o segundo e baldassarri chegou em terceiro, conquistando o primeiro pódio da carreira no mundial de motovelocidade. takaaki nakagami foi o quarto e xavier simeon o quinto, com luis salom em sexto e zarco, discreto, em sétimo. o ítalo-brasileiro franco morbidelli, retornando após três etapas de ausência, concluiu a prova em 11º.

Entre para responder