Sem melhora na pista, chefes da manor devem deixar o time



  • fundadores e chefes, john booth e graeme lowdon deverão sair da equipe britânica por força de financiador

    o pode afirmar que, apesar do trabalho duro feito para manter a manor viva e a tentativa de um acordo com a mercedes para 2016, a direção do time na fórmula 1, formada por john booth e graeme lowdon, frustraram o novo proprietário da equipe, stephen fitzpatrick.

    atual chefe, fitzpatrick ajudou a formar e financiar parte fundamental do pacote de resgate que foi criado por lowdon e booth no inverno passado, que garantiu o retorno da manor para o grid nesta temporada.

    mas, apesar da recuperação da administração, e os esforços feitos para resolver os problemas de motor e da contratação de pessoas, lowdon e booth estariam infelizes que o interesse de investidores na compra da equipe não tivesse tido impacto na performance do time.

    acredita-se que os dois contavam com uma grande injeção de dinheiro, que seria perfeita para ajudar a equipe a vir para a frente para entrar nas disputas de meio de grid.

    o revelou no início deste ano que o promotor tavo hellmund e o financiador james carney estariam capitaneando um grupo de investidores dos estados unidos que buscava comprar a equipe.

    no entanto, apesar de um aporte financeiro sólido, a oferta não foi aceita – apesar do enorme impulso financeiro que teria dado a equipe. entende-se outra oferta de outros investidores também fora rejeitada.

    lowdon e booth se recusaram a comentar sobre a especulação de seu futuro no méxico, mas ambos continuam a trabalhar com o equipe por ora.


Entre para responder
 

});