Taxa de 7,5:1 no alcool



  • tenho dúvidas se é melhor aumentar a taxa pra 9:1 e baixar a pressão de 1,5 kg pra 0,8…

    deem uma força ae



  • isso que eu chamo de destachadão

    seguindo as dicas do trojillo, eu iria fazer um mile nove destachadão, com 8:1, usando pistões ks planos, álcool de 2.0 com eixo de 1.8.

    mas desisti pois o orçamento já estava apertado e eu já tinha o eixo de 2.0 std em mãos



  • tenho dúvidas se é melhor aumentar a taxa pra 9:1 e baixar a pressão de 1,5 kg pra 0,8…
    dêem uma força ae

    7,5:1 nem gasolina usa tão pouco.



  • carol usa menos q isso, mas a pressão de turbo final…

    eu acho seguinte, precisa ver q o motor aguenta e usar uma taxa pra pressão que você pretende andar. veja que os audi 1.8t, apesar de ser outro motor, usam 9.5 de taxa, turbo e ainda queimam gasolina.



  • 7,5:1 nem gasolina usa tão pouco.

    os md a gasolina tem 7,5:1, por isso a fama de poder socar pressão



  • eu uso isso… pistões iapel (8 de taxa) com cabeçote com câmaras re-trabalhadas



  • uso 1,1 bar de pressão. o booster tem até teia de aranha.
    taxa de 6,82:1.

    obs: se alguem achar q não tem torque…só digo uma coisa: tenta a sorte.



  • p mim não existe taxa ideal

    se não quebrar ….... qto mais alta melhor.

    2 motores turbinados idênticos .......o q tiver + taxa vai render mais

    isso chama-se explosÃo em confinamento



  • pra termos de comparação o tempra tem original 8:1 na gasolina… uso essa taxa com alcool... e o carro tem torque e usabilidade igual ou melhor que o original na gasolina.. porém com mais: bicos, ponto e amp. de ignição cm

    não sei se o escape maior ajuda ou atrapalha a fase aspirada dele, com essa taxa baixa e alcool como combustivel...

    no começo das minhas brincadeiras com o tempra, a primeira coisa que fiz foi taxar o carro e andar com gasolina mesmo e pressão alta (acima de 1 kg)... me arrependi... o carro andava bem, mas eu tinha que caprichar no atraso do ponto do meg pra não bater pino...

    esse cabeçote rebaixado me aporrinhou até recentemente quando finalmente minha junta de cabeçote queimou por algum motivo qualquer e substitui meu cabecote por um com a altura quase original (descobri que ja tinha recebido passe )

    de qualquer forma, hoje sei que tenho um carro muito melhor pra aguentar alta pressão e vir mais potência, sem precisar caprichar no atraso de ponto do meg e com a dirigibilidade mantida... o que era o meu medo...

    ou seja...deixe a taxa baixa, capriche na ignição, ponto de carro a alcool e sem ser travado , e seja feliz com seu carro capaz de usar pressão alta...

    e ainda tem a vantagem de caso aconteça algo com seu cabecote, ainda dá pra dar um passe que tem material de sobra...



  • 2 motores turbinados idênticos …....o q tiver + taxa vai render +

    isso chama-se explosÃo em confinamento

    negativo.

    o com taxa menor (em condições semelhantes de equipamentos) suporta mais pressão e com isso o preenchimento volumétrico é maior conforme a taxa for mais baixa.
    isso já foi testado e comprovado na prática a décadas.



  • ou seja…deixe a taxa baixa, capriche na ignição, ponto de carro a alcool e sem ser travado , e seja feliz com seu carro capaz de usar pressao alta...

    exato, andar com taxa baixa é coisa pra quem sabe como acertar um motor.
    taxa baixa + acerto = rendimento superior.



  • negativo.

    o com taxa menor (em condições semelhantes de equipamentos) suporta mais pressão e com isso o preenchimento volumétrico é maior conforme a taxa for mais baixa.
    isso já foi testado e comprovado na prática a décadas.

    suportar pressão é questão de peças parrudas

    maior pressÃo = maior potÊncia sempre



  • Ótimo

    pq meu preparador (conhecido em sp por montar carros de pista) pediu pra eu trocar a caixa quente (48) pq disse que demora muito pra encher, e vai encher com 3800 giros. por uma 36, que enche com 2200 giros. e dar uma taxa no cabeçote pra taxa subir pra 9, e diminuir a pressão da turbina pra 0,8 …. que ia dar mais rendimento em baixa, mais pegada dentro da cidade...

    mas esse motor jah roda a 1 ano sem quebrar, com taxa de 7,8:1 (original do chevette 1.6) e 1 bar de pressão com essa turbina. o antigo dono não abusava do carro, era carro de interior, então ele andava muito entre as cidades vizinhas, nada de farol a farol.

    acabei de comprar esse motor, e tenho o cabeçote 1.4 pra montar nele, mas mais uma vez meu praparador disse que é besteira num carro de rua, pois a taxa cairia pra aproximados 7,5:1, e a minha intenção eh rodar com 1,5 bar no pé, ou 1 no pé e 0,5 no booster.
    meu carro ta na funilaria, ainda naum montei o motor nele.

    mas essa questão da turbina, dá dó, pois ela é zerada, não fuma nem tem folga, não baba óleo, nada.... mas acho q uma pegadinha mais forte em baixa seria bom, e a dnt me cobrou só 80 pratas pela troca.

    que me recomendariam?



  • suportar pressão no caso é suportar sem predetonação/grilar, sem precisar baixar o ponto menos que o ideal pra o motor e sem enxarcar de metanol pra baixar temperatura…

    quem quebra peças é torque, não pressão...

    era isso que carol tava falando...



  • suportar pressão é questão de peças parrudas

    maior pressÃo = maior potÊncia sempre

    ah éé coloque 2 bar num motor com 14 de taxa, agora coloque os mesmos 2 bar num motor com 7 de taxa (e com peças de resistência idÊnticas e me diz qual aguentou…

    maior pressão = maior potencia sim, sempre. ja taxa alta só atrapalha na fase turbo.
    existem alguns looongos posts meus explicando o pq disso, e tb uma matéria de +- 4 páginas da revista turbo & high performance magazine falando a mesma coisa q eu expliquei.



  • ah é. coloque 2 bar num motor com 14 de taxa, agora coloque os mesmos 2 bar num motor com 7 de taxa e me diz qual aguentou…

    se vai aguentar nÃo É problema meu

    mas se aguentar vai andar 2 vezes + ….....tenho certeza disso



  • trocar a caixa quente (48) pq disse que demora muito pra encher, e vai encher com 3800 giros. por uma 36, que enche com 2200 giros. e dar uma taxa no cabeçote pra taxa subir pra 9, e diminuir a pressão da turbina pra 0,8 ….  que ia dar mais rendimento em baixa, mais pegada dentro da cidade...

    ele está certo, mas ás custas de um motor menos preparado pra andar com mais pressão (e mais potência) devido a taxa mais alta…
    edit* e com menos vontade de girar...

    que me recomendariam?

    qual seu motor detalhadamente ?

    a solução pra andar bem com taxa baixa é simples : injeção eletronica, bicos com vazao certa, ponto correto e não travado, algo que atrase o ponto de acordo com a pressão e uma ignição mais forte…



  • mas se aguentar vai andar 2 vezes + ….....tenho certeza disso

    então vc precisa rever seus conceitos sobre motores com turbo-compressor.



  • mas se aguentar vai andar 2 vezes + ….....tenho certeza disso

    seria verdade se com essa taxa toda o motor funcionasse sem pre-detonar/grilar…



  • seria verdade se com essa taxa toda o motor funcionasse sem pre-detonar/grilar…

    e ainda assim somente se fosse com a mesma pressão do motor destaxado…ou seja: condições impossíveis de serem postas em prática.