Opel pode fechar fábricas na europa



  • marca sofre pressão da gm para reverter prejuízos os diretores da opel vão apresentar um novo plano de negócios na próxima quarta-feira ao conselho administrativo da empresa, que envolve o fechamento de duas plantas na europa, reduzindo a capacidade produtiva em torno de 30%. a informação foi revelada pela agência de notícias automotive news, citando pessoas ligadas à empresa. a queda na economia europeia forçou a gm a acelerar o processo de reestruturação da opel. no ano passado, o conglomerado americano perdeu 747 milhões de dólares, registrando um prejuízo cumulativo de 12,4 bilhões de dólares. “a gm costuma repetir que, com a capacidade excessiva equivalente a 500 mil carros por ano, duas de nossas plantas não têm mais motivos para existir e o novo diretor de manufatura está constantemente visitando os locais, praticamente colocando-as para bater de frente uma com a outra”, afirmou um membro do conselho de supervisão da opel, que preferiu não se identificar. procurado pela automotive news, um porta-voz da gm não quis se pronunciar sobre a possibilidade do fechamento das plantas, mas reiterou que os executivos norte-americanos estão mantendo conversas com os sindicatos e os conselhos dos trabalhadores para chegar a uma solução sobre como incrementar os lucros. as plantas de bochum (alemanha) e ellesmere port (reino unido) seriam as mais ameaçadas, embora o próprio ceo da opel, karl-friedrich stracke, tenha afirmado neste mês que cumpriria a promessa de não fechar fábricas até o fim de 2014\. o problema está no outro lado da balança: o ceo da gm, dan akerson, já perdeu a paciência com os sucessivos prejuízos registrados na europa.

Entre para responder
 

});