Chefes de equipes aprovam mudanças.



  • chefes de equipes aprovam mudanças radicais para o futuro da f-1.

    a fia (federação internacional de automobilismo) obteve nesta terça-feira, em uma reunião realizada em m?naco, a aprovação dos chefes das equipes de f-1 para por em curso as mudanças propostas para tentar aumentar a competitividade e salvar comercialmente a categoria.

    as alterações deverão começar a ser implementadas a partir das próximas temporadas e deverão nortear o documento a ser aprovado até o final do ano que vem que ir? suceder o pacto da conc?rdia, contrato que rege as normas comerciais e técnicas do esporte e expira em dezembro de 2007.

    exceto por detalhes menores, houve aceitação completa dessas propostas revolucion?rias , comemorou o presidente da fia, max mosley. eu não poderia pedir mais desta reunião , continuou.

    o objetivo das novas regras será reduzir custos e evitar o dom?nio de uma única equipe, como vem acontecendo com a ferrari nos últimos anos. com competitividade maior, a categoria chamaria mais atenção de patrocinadores e de tvs.

    na prática, as mudanças irão levar a um retrocesso na tecnologia dos carros. a fia quer padronizar os motores no formato v8, com quatro válvulas por cilindro e capacidade de 2,4 litros. hoje, os propulsores são todos v10 de 3 litros.

    também dever? haver padronização nos fornecedores de pneus, acabando com a atual guerra entre bridgestone e michelin. já para 2005, a troca de pneus no pit stop dever? ser proibida (o reabastecimento será mantido).

    muletas eletrúnicas, que auxiliam o piloto para guiar os carros, seriam abolidas, entre elas a direção hidr?ulica e a embreagem autom?tica.

    a limitação atual do uso de um motor por final de semana ficaria ainda mais apertada: as unidades teriam que sobreviver a dois gps. o carro reserva também deve deixar de existir.

    estas e outras mudanças serão apresentadas ao conselho mundial da fia no próximo dia 30 de junho, em paris.

    segundo o presidente da fia, max mosley, as propostas tám seis objetivos. melhorar o espet?culo sem regras artificiais, aumentar a import?ncia dos pilotos cortando a eletrúnica, reduzir os custos das equipes grandes e mais ainda os das pequenas, encorajar a entrada de novos times e motivar um grid com 24 carros , disse, quando apresentou o comunicado de seis poginas em que propunha as mudanças, antes do gp de san marino, no final de abril.

    será q vai dar certo?? :p



  • proibir de trocar pneus?

    esquisito isso.



  • eu acho que essas mudanças durarão alguns anos, qdo os carros naturalmente evoluirão e começar a ladainha tudo de novo….



  • cambio sequencial tinha q voltar



  • acabar com a troca de pneus?? vai ficar ruim desse jeito..

    e na chuva? a troca de pneus faz parte do show nem tem como tirar..

    tem algumas mudanças aí que não concordo não… acho difácil aceitarem

    isso... ou não... :p



  • tb nao gostei da parte dos pneus

    mas gostei da reducao volumetrica…

    e do fato das esquipes poderem trocar peças entre si...e parece q tera um padronizacao do sistema de freios...

    ah pra mim marcha tinha q ser sequencial tb...mas dizem q isso aumentaria os custos e a chance de quebra (num concordo)


Entre para responder
 

});