Globo nega que vá deixar de transmitir f1, diz jornalista



  • gp brasil 2012
    embora tenha verificado queda de audiência nos últimos anos, a tv globo garante que não deixará de transmitir as provas do mundial de fórmula 1 no ano de 2015, segundo informação publicada nesta quarta-feira (6) na coluna notícias da tv, assinada pelo jornalista daniel castro.

    de acordo com um alto executivo da emissora carioca, a rede que transmite há muitos anos a categoria assinou com a fom até o ano de 2020 e é obrigada por contrato a transmitir todas as provas sob pena de pagamento de multa, e que os contratos de patrocínio já estão em processo de renovação para o próximo ano. em 2014, as seis cotas comerciais da f1 renderam à globo cerca de r$ 400 milhões.

    o site da revista quatro rodas publicou na noite desta terça-feira (5) uma informação afirmando que a 'venus platinada' deixaria de transmitir as corridas e repassaria as mesmas para o seu canal por assinatura sportv. os treinos de classificação desde o gp da alemanha tem sido veiculados na íntegra pelo canal esportivo das organizações globo, enquanto que a emissora aberta só tem exibido o q3 ao vivo, passando antes desenhos animados no programa tv globinho.

    a globo só deixou de exibir a fórmula 1 em uma temporada na sua história, em 1980. a razão para isso foi a queda de audiência com os fracos resultados obtidos por emerson fittipaldi em sua copersucar-fittipaldi. além disso, nelson piquet estava começando sua carreina na categoria pela brabham e ainda não tinha muitos resultados.

    em 80, a bandeirantes transmitiu a temporada toda e viu piquet deixar de ser uma mera promessa e se tornar um candidato ao título, que disputou até a última etapa contra alan jones (williams). nelson teve três vitórias (eua-oeste, holanda e itália) e seus bons resultados motivaram a globo a recuperar os direitos de transmissão para 1981, ano que vi piquet conquistar seu primeiro título mundial.