Tranquilo, buemi vence eprix de pequim; di grassi é 2º



  • de ponta a ponta, suíço triunfa com tranquilidade nas ruas chinesas; lucas di grassi terminou em segundo, bruno senna foi 13º e nelsinho piquet concluiu prova em último

    sebastien buemi venceu o eprix de pequim, prova de abertura da segunda temporada da fórmula e, realizado neste sábado (24). o suíço, que largou na pole, venceu de ponta a ponta, perdendo a liderança somente no momento de troca de carro.

    o melhor dos três brasileiros que disputam o campeonato foi lucas di grassi, que terminou a prova em segundo. bruno senna começou bem a prova, mas perdeu rendimento e recebeu a bandeira quadriculada em 13º.

    quem teve um final de semana para esquecer foi nelsinho piquet, que defende o título conquistado na temporada inaugural. o piloto da china racing, que largou em último, terminou a corrida em 15º – última posição entre os que completaram a prova em pequim.

    a corrida

    buemi manteve a ponta na largada, mas nicolas prost perdeu a segunda posição para nick heidfeld. di grassi segurou a quarta posição e senna ganhou uma, subindo para sexto “ no final da primeira volta, o brasileiro se aproveitou de um pequeno erro de jean-eric vergne para subir para quinto. nelsinho piquet seguia na última posição.

    na abertura da segunda volta, prost errou o ponto da freada da curva 3 e foi superado por di grassi. no giro seguinte, simona de silvestro passou reto no mesmo ponto e parou na barreira abandonando a prova. com isso, o safety car virtual foi acionado. duas voltas depois, a disputa foi reiniciada, com buemi à frente do pelotão.

    com heidfeld ditando o ritmo de di grassi e prost, buemi pôde abrir boa vantagem em relação aos adversários e na nona volta já tinha nove segundos de vantagem sobre o trio. senna não conseguia acompanhar o ritmo dos três e foi superado por vergne e duval, caindo para o sétimo posto. sem o mesmo rendimento apresentado pelo companheiro de equipe, o brasileiro seguia perdendo posições e, na 11ª volta, era o nono colocado.

    na metade da prova, alguns pilotos começaram a ter que se preocupar com a gestão da energia das baterias. vergne foi quem mais sofreu com isso, perdendo várias posições e caindo para 12º. no final da 13ª volta, os quatro primeiros entraram nos boxes para a troca de carro. buemi voltou à pista na liderança, mas heidfeld perdeu posições para di grassi e prost, retornando em quarto. o alemão, porém, recuperou a posição do francês.

    enquanto isso, antonio felix da costa e jacques villeneuve se encontraram e o português abandonou a prova. com o incidente, a direção de prova acionou novamente o safety car virtual. com 15 voltas completadas, o top-5 era formado por buemi, di grassi, heidfeld, prost e loic duval.

    no 16º giro, a disputa foi reiniciada e prost, em uma manobra ousada, superou heidfeld e assumiu a terceira posição. o francês, então, partiu para o ataque sobre di grassi para tentar retornar à posição de largada.

    a seis voltas do final, porém, o piloto da e.dams teve um dano na asa traseira, que ficou totalmente fora da posição original após um toque no muro “ o gaulês, entretanto, seguiu na pista até a antepenúltima volta, quando recolheu o carro para os boxes.

    para buemi, nada mudou e ele seguiu com tranquilidade para a vitória. di grassi foi o segundo e heidfeld resistiu aos ataques de duval na última volta para completar o pódio. jerome d ambrosio foi o quinto e oliver turvey o sexto. sam bird, nathanael berthon, daniel abt e stephane sarrazin completaram o top-10 em pequim.

    piquet não conseguiu se livrar dos problemas de rendimento e nem da última posição, cruzando a linha de chegada na 15ª posição, o último entre os que concluíram a prova de abertura da segunda temporada da f-e.


Entre para responder
 

});