Lauda: rosberg estava irritado porque tinha prova nas mãos



  • niki lauda acredita que irritação de nico rosberg pós-gp dos eua se deu mais pelo erro que acabou dando vitória e título para hamilton do que pela disputa entre pilotos da mercedes na primeira curva

    após o gp dos estados unidos, nico rosberg fez cara de pouquíssimos amigos, principalmente na coletiva de imprensa dos três primeiros colocados da prova em austin, vencida por lewis hamilton – o britânico não só triunfou no circuito das américas como garantiu o tricampeonato com três provas de antecedência.

    para niki lauda, diretor não-executivo na mercedes, a irritação de rosberg é totalmente compreensível, já que o erro cometido pelo germânico permitiu a hamilton vencer e se sagrar campeão da temporada 2015 – o austríaco acredita que o erro incomodou mais o alemão do que a dividida com hamilton na primeira curva, logo após a largada em austin.

    este final de semana foi complicado para nico, pois ele tinha a prova nas mãos e colocou tudo a perder com um erro. as coisas pioram quando você passa por um incidente com o seu companheiro de equipe na primeira curva da corrida e, de quebra, ele se sagra campeão do mundo”, disse.

    ele vai sofrer com isso por dois dias, então vou trazê-lo para cima novamente. você precisa pensar sobre o que aconteceu e perguntar a si mesmo ‘porque raios você saiu da pista na hora errada?’ e encerrar isso. depois, é seguir para o méxico e recomeçar”, afirmou.

    oportunidade perdida

    embora as chances de título de rosberg fossem remotas, lauda acredita que o alemão teria alguma satisfação se vencesse e conseguisse adiar o terceiro título de hamilton. o ex-piloto relembra o gp da holanda de 1985, quando ele venceu o duelo na pista contra alain prost e postergou a conquista do francês.

    estive em diversas situações em que fiquei furioso comigo mesmo por ter estragado tudo. é o tipo de coisa que acontece, pilotos cometem erros. ele não venceria o campeonato, mas poderia ter adiado a conquista de lewis”

    eu fiz algo semelhante, adiando o título de prost ao vencer em zandvoort em 1985 – só para dizer ‘dane-se, cara’. nico perdeu essa chance, por isso ele estava irritado”.

    “bronca” em hamilton

    lauda abordou, por fim, os comentários do chefe da mercedes, toto wolff, sobre a necessidade de uma conversa com hamilton para falar sobre o excesso de agressividade do britânico sobre rosberg na largada do gp dos estados unidos.

    a primeira curva não foi algo legal de se ver e nico não gostou, eu compreendo. depois, porém, ele teve a corrida sob controle e acabou cometendo um erro. eu direi a lewis que ele forçou demais na primeira curva, atingiu rosberg e isso foi desnecessário. teremos essa breve conversa, mas no geral ele fez um ótimo trabalho”, completou.


Entre para responder