Após perder patrocínio, pizzonia pensa em wec e fórmula e



  • ![](http://carxpressmag.com/wp-content/uploads/1446839466_stockcar-br-campo-grande-2015-antonio-pizzonia.jpg) ## amazonense, que havia optado pelo brasil ante a categorias internacionais, pretende voltar à europa: não tenho escolha a saída da fábrica de medicamentos prati-donaduzzi da stock car trouxe uma encruzilhada na carreira de antonio pizzonia. aos 35 anos de idade e tentando se firmar na stock car, o piloto foi pego de surpresa com a saída do patrocinador principal da equipe mico s racing. sem patrocínios pessoais que lhe garantam vaga no time no próximo ano, o ex-f1 se foca em voltar à europa. o destino? ou um time de lmp2 no wec, ou a fórmula e a partir da metade da temporada 2015-16. minha carreira inteira foi construída praticamente fora do brasil. graças a deus eu deixei muitas portas abertas lá, falou ao **motorsport.com** em tarumã (rs). para mim seria o caminho natural, porque agora não existe mais nenhuma equipe disponível aqui na stock car. o que aconteceu com a gente foi aos 45 do segundo tempo. talvez se tivéssemos tido esta posição um mês antes, o caminho natural seria continuar aqui. mas, pelo fato de não ter mais nenhuma equipe disponível, o melhor caminho para mim seria voltar para a europa. em entrevista ao **motorsport.com** na corrida de cascavel (pr) há dois meses, pizzonia havia negado que estaria interessado em oportunidades fora do país. no entanto, as coisas mudaram. tinha o desejo de voltar ao brasil, me estruturar e construir uma carreira sólida na stock car. mas temos sempre que estar prontos para mudanças, disse. é vida de piloto, né. não temos muita escolha. temos de pegar o bonde conforme ele vai passando. tinha a opção de voltar ao brasil ou continuar na europa. decidi vir para cá, mas não tenho mais a opção de continuar aqui. a situação é que estamos sem patrocinador. vão contratar apenas pilotos que tragam patrocinadores. patrocínios pessoais. ### as opções vencedor das 6 horas de siverstone em 2013 pela delta-adr, pizzonia crê em porta aberta no campeonato. por ter uma boa relação com o italiano jarno trulli, sua equipe na fórmula e “ apesar de problemas enfrentados nos últimos tempos “ também é uma opção. se acontecer algo na formula e é mais do meio da temporada para frente, temporada acabou de começar. mudam pilotos, e talvez consiga me encaixar em algo. wec talvez seja um caminho mais natural, o campeonato ainda nem terminou. como ainda tem uma etapa, a negociação fica mais fácil. a prioridade é wec. vamos tentar nos consolidar na lmp2 e depois vamos tentar algo de lmp1\. mas gostaria de me firmar na fórmula e. acredito que ela irá crescer muito. a fia abraçou muito, mas o campeonato já começou.

Entre para responder