Estreando, nasr faz balanço positivo do dia em interlagos



  • ![](http://carxpressmag.com/wp-content/uploads/f1-brazilian-gp-2015-felipe-nasr-sauber-c34.jpg) ## se sentindo em casa, brasileiro acredita que carro se comportou melhor do que o esperado a sexta-feira marcou a primeira vez que felipe nasr pilotou um fórmula 1 de maneira oficial na pista de interlagos. quem achou que a ansiedade e nervosismo poderiam ser barreiras intransponíveis para o brasiliense, se surpreendeu com o desempenho e tranquilidade que aparentou.  “foi um momento que sempre sonhei. quando estava aqui do outro lado, no kartódromo, desde quando comecei minha carreira no kart, eu sempre sonhei um dia em estar pilotando em interlagos, de representar meu país na principal categoria do automobilismo e este fim de semana está sendo um privilégio.” “é um momento legal é uma energia muito boa que estou sentindo. estou me sentindo em casa, me sentindo à vontade. depois de um ano de muitos aprendizados, de muitas coisas positivas é sempre bom ter essa sensação no final da temporada, de estar num lugar que você gosta.” pela manhã, nasr foi o 14° colocado, ficando à frente até mesmo do outro brasileiro da prova, felipe massa. na parte da tarde ele melhorou um pouco, conseguindo a 13° melhor marca. “aqui estamos com um ritmo melhor do que o normal ou do que vinha acontecendo nas últimas etapas, então isso é positivo. é lógico que temos muito trabalho ainda a fazer, deu para perceber que precisamos melhorar ainda no segundo setor, achei que o carro ainda estava dianteiro, mas no geral o dia foi muito bom.” “deu para fazer bastante quilometragem, com a parte da manhã dedicada a coleta de informações e à tarde deu para trabalhar no ajuste do carro. então tivemos uma sexta-feira bem agitada que deu para cumprir muitas coisas.” outros pilotos terminaram o dia se queixando da pouca aderência e também que pneus traseiros não estavam conseguindo se manter na pista. “acho que esse é um tópico bem comum hoje, tem muita gente com problemas nos pneus traseiros e está todo mundo trabalhando em cima disso.” “deu também para “pegar mão” da pista, onde posicionar o carro bem, a zebra que dá para pegar e ao mesmo tempo trabalhar nesta questão de proteger os pneus traseiros. sobre quem seriam os principais adversários no brasil, nasr decidiu ser mais polido, sem indicar diretamente quem poderia atrapalhá-lo na sua busca por pontos. “não dá para descartar ninguém, esta prova tem sempre alguma surpresas.”

Entre para responder