red bull voltará mais forte do que nunca , diz ricciardo



  • ![](http://carxpressmag.com/wp-content/uploads/1451218210_f1-brazilian-gp-2015-daniel-ricciardo-red-bull-racing-rb11.jpg) ## após campanha decepcionante em 2015, australiano acredita que equipe voltará fortalecida em breve em meio a novela sobre o futuro e uma série de incertezas, a red bull não conseguiu vencer uma prova sequer em 2015 e terminou na quarta colocação no mundial de construtores. mas, tendo feito grandes avanços no chassi, daniel ricciardo acredita que a equipe poderá voltar a estar entre os maiores destaques e fazer frente a mercedes. “acho que os seis primeiros meses foram como um choque de realidade para todos nós”, disse ricciardo ao **carxpressmag.com**. “tínhamos que encontrar uma alternativa, encontrar outra coisa ou continuar trabalhando duro.” “foi bom eu passar por isso como piloto e experimentar um pouco mais dos pontos baixos, depois de tantos altos.” “como equipe, pensei que foi uma boa reviravolta. isso poderia ter nos puxado para baixo, mas a partir do meio da temporada, o carro ganhou vida.” “foi impressionante como todos nós ficamos mais juntos. acredito que isso nos fez mais fortes e acho que quando tivermos o equipamento novamente – o pacote completo – vamos voltar mais fortes do que nunca.” ### recuperação a longo prazo embora a red bull acredite que a chegada do guru dos motores mario illien possa ajudar a renault avançar em 2016, ricciardo suspeita que isso atrase a volta de sua equipe para o topo. “devemos ser um pouco melhores, mas realisticamente, para chegar nas mercedes teremos que esperar até 2017\. mas nunca se sabe.” “você nunca sabe o que pode acontecer. neste ano quase conseguimos vencer uma ou duas vezes.” no entanto, ricciardo pensa que os progressos realizados na parte da frente do chassi neste ano deve colocar a sua equipe em bom lugar já em 2016. “ainda podem haver melhorias. da maneira que a equipe se comportou em um curto espaço de tempo, na off-season poderemos dar bons passos”, disse. _entrevistado por andrew van leeuwen_

Entre para responder